segurança

O que você precisa saber sobre Segurança no Trabalho

Segurança do trabalho pode ser entendida como os conjuntos de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho do trabalhador.

A ideia é oferecer um ambiente de trabalho saudável e seguro por meio da identificação, análise e controle das situações de risco, bem como garantir a proteção da saúde e integridade física e mental dos trabalhadores.

A prevenção de acidentes exige uma postura responsável por parte da empresa, que deverá atuar de forma a melhorar as relações de trabalho e, com isso, aumentar a produtividade da equipe.

O que configura um acidente de trabalho?

O acidente de trabalho ocorre quando o trabalhador sofre uma lesão corporal durante ou em razão do exercício da atividade, sofrendo alguma perturbação funcional que envolva a perda, redução permanente ou temporária da capacidade de trabalho. Em casos mais extremos pode ocorrer a morte do profissional.

O chamado “acidente de percurso” ou “acidente de trajeto” pode ser equiparado a um acidente de trabalho, quando ocorre durante o deslocamento casa-trabalho ou trabalho-casa e se enquadra nos requisitos legais. Mas é importante ressaltar nesse caso que, para caracterizar o acidente de trabalho, é preciso que o funcionário esteja fazendo o percurso normal dentro do tempo em que geralmente é executado.

Como atua o profissional de segurança do trabalho?

Diante desses cenários de riscos, cabe aos profissionais de segurança do trabalho adotar medidas que eliminem ou minimizem as duas principais causas dos acidentes: as condições inseguras e o ato inseguro.

As condições inseguras referem-se ao ambiente de trabalho que não é seguro e saudável. Já o ato inseguro é aquele causado pelo próprio trabalhador, que contraria as normas de segurança e passa a criar riscos. É o que acontece, por exemplo, quando um colaborador não utiliza o EPI oferecido pela empresa que, por sua vez, está obrigada a fornecê-los.

Assim, o profissional de segurança do trabalho atuará conforme a sua formação, seja ele médico, enfermeiro, técnico ou engenheiro, de acordo com  o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho). O técnico e o engenheiro são responsáveis, basicamente, pelos programas de prevenção de acidentes, treinamentos dos trabalhadores, orientação de membros da CIPA, inspeções de segurança, laudos técnicos, palestras, entre outros. O médico e o enfermeiro dedicam-se mais às questões ligadas à saúde ocupacional, tratamento e prevenção de doenças.

Por que a segurança do trabalho é importante para a empresa?

Além de ser uma questão de legalidade, a segurança do trabalho oferece inúmeros benefícios para a empresa, como a melhoria da gestão, a maior segurança do ambiente de trabalho e a conscientização dos empregados, que passam por um constante processo de orientação e reeducação.

Aliás, é importante salientar que a empresa está obrigada a fornecer aos seus funcionários os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e oferecer o treinamento adequado para o uso correto destes. Por outro lado, os funcionários são obrigados ao utilizar os EPIs, assumindo as responsabilidades pela desobservância dessa norma.

Agindo com segurança e prevenção, além de evitar a ocorrência de acidentes, a empresa age com responsabilidade social e ainda se exime de problemas futuros, inclusive judiciais.

Atuar com segurança no trabalho requer uma equipe multidisciplinar

Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), regulamentados pela legislação trabalhista, são compostos por: médico especializado em medicina do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho, enfermeiro do trabalho, técnico de segurança do trabalho e auxiliar de enfermagem. Forma-se, assim, uma equipe multidisciplinar capacitada para abordar qualquer questão relacionada à segurança do trabalho.

Vale ressaltar, no entanto, que os profissionais exigidos no SESMT da empresa dependem do número de funcionários e do grau de risco que aquela produção acarreta sobre o trabalhador. Empresas com risco grau 2 e mais de 1000 funcionários precisam de um médico e um engenheiro em tempo parcial e um técnico de segurança do trabalho e auxiliar de enfermagem em tempo integral, por exemplo.

O investimento em segurança do trabalho é importante

Em princípio, os gastos com segurança de saúde podem parecer supérfluos, exagerados e até prejudiciais para o lucro da empresa. No entanto, é importante que a companhia compreenda que, com uma boa gestão em segurança do trabalho, além de seguir a legislação e evitar multas e outras penalidades, garante-se que sua mão de obra estará saudável para produzir de forma eficiente, reduzindo as faltas por problemas de saúde, os afastamentos por licenças médicas, o pagamento de indenizações, o número de acidentes e até mesmo o valor dos impostos a serem pagos.

Tudo isso contribui para o aumento da produção e do lucro, além de valorizar a empresa, aumentando sua credibilidade e compensando todos os gastos prévios.

 Organização: Investir em Segurança do Trabalho permite que a empresa crie uma logística que demonstra preocupação e cuidado com o funcionário. Esta organização garante um outro benefício que é a produtividade, uma vez que o colaborador se sente mais motivado para executar suas funções.

 Produtividade: Funcionários motivados pelo sentimento de integração da equipe se empenham em alcançar a produtividade estabelecida pela direção da empresa. Além disso, a eliminação dos riscos mantém o foco na execução do trabalho prestado.

Ambiente de trabalho saudável: O investimento em Segurança do Trabalho demonstra o comprometimento da empresa com a saúde de todo o quadro de funcionários. Esse sentimento de cuidado e proteção gera um ambiente laboral saudável.

Credibilidade: A redução de acidentes e ocorrências envolvendo a imagem da empresa garante a credibilidade corporativa da instituição, numa demonstração de responsabilidade social. Com produtividade e equipe motivada, a companhia se torna referência no mercado em que atua.

Qualidade: Funcionários que percebem que estão realizando um trabalho de forma segura, produzem com qualidade.

Gostou do conteúdo e quer saber outros detalhes sobre Segurança no Trabalho? Então, curta nossa Fanpage e fique por dentro do mundo dos universitários, incluindo dicas de carreiras.

Se você deseja fazer um Curso Profissionalizante e adquirir mais conhecimentos nesta área, confira nossos Cursos Gratuitos na área de Segurança do Trabalho:

Saúde Laboral, Acidente de Trabalho e Doenças Ocupacionais

Básico de NR 7

Saúde e Segurança no trabalho

Básico de NR10

Básico de NR 33

Auxiliar de Segurança do Trabalho

Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho

e muito mais.

Post Author: Lucas