8 dicas nutricionais para ter uma alimentação saudável

8 Dicas Nutricionais para ter uma Alimentação Saudável

Veja as Dicas nutricionais que vão revolucionar sua vida:

1 – Escolha bem os seus alimentos

A escolha de bons alimentos é fundamental na nossa vida. Empenhe-se para que a maior parte da sua comida venha dos alimentos que a natureza produz, ou seja, mais alimentos in natura e preferencialmente que sejam alimentos da época, assim eles têm maior valor nutritivo, melhor sabor e preço.  Evite o excesso de alimentos industrializados e principalmente evite os Alimentos Ultraprocessados.

2 – Coma alimentos naturais

Alimentos frescos como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, leguminosas, laticínios e carnes contém todos os nutrientes que nossa mente precisa para funcionar bem, com disposição e bom humor. Por outro lado, alimentos altamente industrializados são ricos em aditivos químicos (corantes, aromatizantes e conservantes), que aumentam a inflamação e prejudicam o funcionamento do sistema nervoso.

3 – Importância da proteína

A proteína é o macronutriente mais importante para perder peso, sendo que numerosos estudos mostram que ela pode aumentar o metabolismo, reduzindo o apetite.

Porém, o melhor é optar pelos alimentos com proteínas mais saudáveis e equilibrar o seu consumo com outros nutrientes.

4 – Invista em alimentos fonte de magnésio e vitaminas do complexo B

Esses dois nutrientes são importantes para a conversão de triptofano em serotonina, um neurotransmissor que regula o humor. Além disso, alguns estudos mostram que o estresse de pessoas que sofrem de transtornos mentais como a depressão pode levar a deficiência de magnésio, o que aumenta os sintomas de ansiedade.

Onde encontrar? Sementes e nozes como gergelim, semente de girassol, castanha, amendoim, banana, alcachofra, espinafre, beterraba, iogurte natural e cereais integrais, como o arroz integral.

5 – Cuidado com o consumo de álcool e cafeína em excesso

Esses componentes podem aumentar os sintomas de ansiedade, pois afetam negativamente os níveis de serotonina no cérebro. Além disso, estimulam o sistema nervoso aumentando o estado hiperativo da mente, acelerando os batimentos cardíacos e atrapalhando a concentração.

6 – Beba um copo d’água ou tome um chá

Beber água durante o dia é essencial para o funcionamento do organismo! Além disso, a água reprime o apetite e impede o impulso de fome emocional, aquela “vontade de comer alguma coisa”.

Chás quentes relaxantes, como camomila (Matricaria chamomilla) e erva-cidreira (Melissa officinalis), também podem ajudar. Prepare uma xícara antes de dormir.

7 – Evite temperos industrializados

Faça seu próprio tempero em casa. Use e abuse dos sabores e aromas especiais de alho, cebola, alho poro, gengibre, açafrão, alecrim, coentro, orégano, manjericão, pimentas de tantos tipos, salsão, salsinha e cebolinha e tantos outros que melhoram o paladar e principalmente o valor nutricional da preparação.

Ervas e temperos têm grande poder antioxidante e antiinflamatório tão necessários no nosso dia a dia.

  • Aja com consciência! Dê a sua mente um momento para refletir e considerar como se sente, incluindo corpo, emoções e intelecto. Ter consciência do seu corpo, de suas emoções e de suas escolhas te ajudará a superar a ansiedade. As melhores decisões vêm de uma mente tranquila e atenta.
  • Exercite-se! Meia hora de exercício físico ao menos três vezes por semana ajuda a relaxar, estimula a produção de endorfina (hormônio do prazer), aumenta a oxigenação no cérebro e protege o sistema nervoso, além de melhorar a autoestima e autoconfiança. Que tal começar hoje?
  • Respire! Respirar fundo lenta e compassadamente pelo maior tempo que se é capaz ajuda a desacelerar fisiologicamente o cérebro e, por consequência, a mente, que é o principal vilão da ansiedade.

8 – Escolha um bom azeite

Escolha um azeite de oliva extravirgem, prensado a frio, e que tenha acidez menor do que 0,8%. Este é rico em gorduras monoinsaturadas, que melhoram o perfil lipídico do nosso organismo.

Por ser anti-inflamatório o azeite de oliva extravirgem atua no fortalecimento do sistema imunológico, além de prevenir doenças cardiovasculares, combater o envelhecimento precoce e doenças degenerativas.

O azeite de oliva extravirgem é prensado a frio, ou seja, é um método mecânico e não a base de solventes químicos e com isso não perde a sua parte nobre que são os compostos fenólicos e antioxidantes. É basicamente uma prensagem das azeitonas que separa a parte sólida da líquida gerando um azeite encorpado que pode ou não ser filtrado para retirar os sólidos, mas isso consta no rótulo. O teor de acidez é o que diferencia o azeite virgem do azeite extravirgem.

Gostou do conteúdo e quer saber outros detalhes sobre a área de Nutrição? Então, curta nossa fanpage e fique por dentro do mundo dos universitários, incluindo dicas de carreiras.

Se você deseja fazer um Curso na área de Nutrição e adquirir mais conhecimentos nesta área, confira nossos Cursos Gratuitos:

Post Author: Lucas